Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
10





                                             

                            

 

 

 


10 Museus Históricos do Brasil
10 Museus Históricos do Brasil

ZERO HORA EXPLICA:

 

10 MUSEUS HISTÓRICOS DO BRASIL

 

O alerta é do historiador Gunter Axt: não há museu mais ou menos importante. Tudo o que essas instituições guardam é história, tudo tem valor. A partir do incêndio do Museu Nacional, e sem a pretensão de listar “os melhores”, ZH reuniu, após entrevistas com Axt e o doutor em História da Arte José Francisco Alves, 10 importantes museus brasileiros que conservam peças fundamentai para compreender a história do país. Há documentos, mobiliário, objetos pessoais e outros itens – um desses museus expõe jornais do dia, um jeito de dizer que a história está sendo construída a cada instante. Todos os 10, localizados em cinco Estados diferentes, certamente merecem uma visita.

 

 

SÃO PAULO

 

 

1. Museu Paulista

Onde fica:

Conhecido como Museu do Ipiranga, fica em São Paulo e nasceu a partir da busca de se legitimar o suposto local da Proclamação da Independência, declarada por Dom Pedro I em 7 de setembro de 1822. O espaço foi edificado próximo ao marco da independência, erguido por volta de 1840.

 

O que tem no acervo:

Fica em um dos museus mais antigos e importantes do país e imensa pintura “Independência ou Morte” (1888), de Pedro Américo. Em seu acervo, encontra-se ainda material muito diversificado, com alguns elementos que relembram a presença da Família Imperial no Brasil. Atualmente, o museu está fechado para reforma.

 

 

 

2. Museu Republicano de Itu

Onde fica:

Considerado uma extensão do Museu Paulista, funciona em um sobrado datado de 1850 onde aconteceu a Convenção Republicana de Itu, em 8 de abril de 1873.

 

O que tem no acervo:

Com ênfase no período entre a segunda metade do século 19 e a primeira metade do século 20, concentra-se na configuração do regime republicano no Brasil. Além do movimento republicano e da primeira fase da República brasileira, trata também da história de Itu e região, especialmente no século 19, destacando artistas ituanos desse período.

 

 

BAHIA

 

 

3. Museu Tempostal

Onde fica:

Em Salvador, em pleno Pelourinho – famoso ponto cultural, que abriga ainda o Solar Ferrão, um espaço de arte, cultura e memória no Centro Histórico da capital baiana.

 

O que tem no acervo:

O museu conta a história de Salvador, de outros lugares da Bahia e do Brasil, em fotografias, postais e selos que formam acervo muito procurado por pesquisadores e estudiosos. Destacam-se nas coleções as imagens representativas da Bahia Antiga e os cartões-postais da Belle-Époque.

 

 

MINAS GERAIS

 

 

4. Museu da Inconfidência

Onde fica:

Considerado o primeiro museu histórico brasileiro fora do eixo Rio de Janeiro-São Paulo, está localizado na cidade de Ouro Preto. Surgiu na década de 1930, por iniciativa do então presidente Getúlio Vargas, para abrigar os restos mortais dos Inconfidentes, que morreram no degredo da África durante o século 18.

 

O que tem no acervo:

Obras de Aleijadinho (Patrimônio da Humanidade) e outros mestres do Barroco, bem como mobiliário e utensílios do registro da história religiosa e das riquezas das Minas Gerais. Em destaque, peças ligadas ao desenvolvimento do cotidiano urbano da cidade de Ouro Preto, em função da inexistência de objetos ligados diretamente ao momento da Inconfidência.

 

 

RIO DE JANEIRO

 

 

5. Museu Histórico Nacional

Onde fica:

Localizado no Centro do Rio de Janeiro, o Museu Histórico Nacional, em 9 mil metros quadrados de área aberta ao público, galerias de exposições de longa duração e temporárias.

 

O que tem no acervo:

Vasta quantidade de itens relativos à história do Brasil, de obras de arte a mobiliário de época. Conta, ainda, com uma das maiores coleções de moedas da América Latina. Seu acervo é principalmente documental, um dos mais abrangentes do Brasil, com documentos datados desde o século 16. Entre objetos, documentos e livros, conta com cerca de 258 mil itens.

 

 

 

 

6. Museu Imperial

Onde fica:

Popularmente conhecido como Palácio Imperial, o museu está instalado no Palácio de Verão só imperador Dom Pedro II, localizado no Centro Histórico de Petrópolis.

 

O que tem no acervo:

Peças ligadas à monarquia brasileira, como obras de arte e objetos pessoais. Há também pinturas de Pedro Américo e Simplício Rodrigues de Sá. O museu guarda ainda joias imperiais, como as coroas de D.Pedro I e D. Pedro II, o cofre de bronze que foi presente do rei Luís Filipe I, da França, além de joias de dona Leopoldina e da Marquesa de Santos.

 

 

 

7. Museu da República

Onde fica:

Também chamado de Palácio do Catete, foi sede do Poder Republicano por mais de 60 anos: 18 presidentes utilizaram suas instalações até que, em 1960, a capital federal foi transferida para Brasília.

 

O que tem no acervo:

Fotos, documentos, objetos, mobiliário e obras de arte dos séculos 19 e 20. Conta, ainda, com um espaço em que ficam expostos jornais do dia, noticiários na TV etc., deixando em evidência a História em permanente movimento.

 

 

RIO GRANDE DO SUL

 

 

8. Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo

Onde Fica:

Localizado na Cidade Baixa, o museu foi criado em 1979 e reúne acervos históricos e culturais de Porto Alegre. Sediado no Solar Lopo Gonçalves, a edificação foi construída no século 19 e conta com um grande pátio nos fundos, onde são realizadas atividades diversas.

 

O que tem no acervo:

Mais de 1,3 mil objetos e 9 mil imagens de Porto Alegre dos séculos 19 e 20, além de 200 mil itens relacionados a diferentes grupos que ocuparam o território desde o período pré-colonial. O museu conta com fotografias de profissionais renomados, como Virgílio Calegari, Lunara, Barbeiros & Irmãos, Sioma Breitman e Irmãos Ferrari.

 

 

 

9. Museu Júlio de Castilhos

Onde fica:

Criado em 1903 por decreto de Borges de Medeiros, o museu fica na Rua Duque de Caxias, em Porto Alegre. Está instalado na casa construída em 1887 pelo comandante da escola militar do Rio Grande do Sul, Catão Augusto dos Santos Roxo. Ali também residiu Júlio de Castilhos.

 

O que tem no acervo:

O museu tem uma das principais coleções da história do Rio Grande do Sul. Contém peças arqueológicas das primeiras ocupações humanas no Estado e da ocupação espanhola, além de um acervo único sobre a história política do Estado, como documentos e mobiliário de Júlio de Castilhos. Possui objetos de diversos períodos da história gaúcha e, em especial, de Porto Alegre.

 

 

 

10. Museu das Missões

Onde fica:

Localizado na cidade de São Miguel das Missões, tem peças de diversos estilos em um prédio análogo ao das habitações dos missioneiros. Seu acervo das Missões foi declarado Patrimônio da Humanidade.

 

O que tem no acervo:

Uma coleção de imagens recolhidas por João Hugo Machado entre 1939 e 1940, variando de tamanho entre 15cm e 2m20cm, que formam uma das mais ricas coleções de arte sacra missioneira dos séculos 17 e 18. Inclui ainda com um sino que foi feito na Redução de São João Batista, que estava na torre da Igreja de São Miguel Arcanjo.

 

Fonte: Zero Hora/Guilherme Justino em 09/09/2018