Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
10





                                              

                            

 

 

 


Na Fila do INSS por Arnaldo Leodegário Pereira
Na Fila do INSS por Arnaldo Leodegário Pereira

Na fila do INSS

 

(crônica-cultura de massa)

 

 

Em uma manhã de inverno muito gelada em S. Paulo, por volta das 5:00 hs da manhã, em uma fila do INSS, com  mais ou menos 80 pessoas. Seo Zezé, aquele senhor de 60 anos, magro e alto, de fisionomia um tanto estranha, está lá atrás quase no final da fila. Seo Zezé fala aos colegas de fila, sempre com um comentário e uma sugestão para aliviar aquele frio medonho. Seo Zezé pede um cigarro a um, para outro ele fala que está cansado de ficar de pé, então pergunta se o outro não está cansado... Começa a interrogar as pessoas da fila, um por um,...

- Moço, o senhor tá aqui para tratar de quê?

O moço com muita simpatia diz-lhe que vai se consultar sobre uma íngua que está sentindo na virilha. Seo Zezé começa a ensinar-lhe um remédio contra íngua. Depois seo Zezé se dirige a uma senhora de mais ou menos 50 anos,  com a mesma pergunta. A senhora um pouco constrangida diz-lhe que vai consultar um ginecologista. Seo Zezé ia ensinar-lhe um remédio, porém como ensinar um remédio para uma senhora de 50 anos com problemas ginecológicos? Seo Zezé chutou. Imaginando que se tratava de menopausa disse à senhora que a mulher dele também já  teve tal problema, porém curou-se com chá de picão.

        Seo Zezé dirigiu-se a outra senhora com aproximadamente 55 anos, feita a pergunta ela respondeu mal humorada que ia extrair aquela verruga bem no canto da boca. Seo Zezé sabia um remédio contra verrugas e o ensinou. Seo Zezé aproximou-se de uma senhora jovem que estava no início da gravidez, fez-lhe a mesma pergunta. Ela disse-lhe que ia consultar sobre a sua anemia profunda. Ele então ensinou o remédio,... Chá de casca de goiaba...

         Em seguida, ao ver um rapaz com a mão sobre um ouvido, ensinou-lhe um remédio para dor de ouvidos. O rapaz disse-lhe que era dor de dentes, seo Zezé ensinou-lhe um remédio infalível contra dor de dentes. Assim já estava no meio da fila,... Cuspia no chão, assoava o nariz, se queixava de bronquite, dor na coluna, gota no dedão do pé, enxaqueca, tosse comprida, vista curta, dor de garganta, hemorroida, dor de dente, unha encravada, úlcera, azia, micose nos pés e surdez.

        Um pouco mais adiante, seo Zezé ensinou um remédio para dor na coluna, para um senhor que estava sentado em um banquinho. Ao lado do senhor estava um moço com olho de peixe no pé, não podia apoiar o pé e andava mancando, seo Zezé ensinou para ele bom remédio “para” olho de peixe...   

        Seo Zezé sabia o remédio para a cura; da caxumba, reumatismo, espinhela caída...

Para curar reumatismo ele ensinou cobra cascavel torrada na pinga...

Para caxumba ele ensinou folha de mamoneira...

Para inquietação de mocinha nova,... Assim como para aliviar o stress de solteirona, seo Zezé ensinou aquele remédio infalível...

         Já quase à porta de entrada da agência ele deparou-se com uma senhora com um tampão no olho. Abordou-a indagando qual era o seu problema, a mulher disse-lhe que o problema dela era verme, hemorroida, infecção urinária, e apendicite...

Seo Zezé ia ensinar-lhe um remédio para tantos males... Então teve que interromper,  um moço que estava logo à frente pediu uma receita para largar as muletas...  

Já estavam quase todos desesperados, xingando revoltados com aquela espera sem fim...

Lá pelas 8:30hs da manhã, chegou um rapaz com cara de mau, acompanhado por três guardas enormes, para afixar um cartaz  na porta. No cartaz lia-se os seguintes dizeres: Senhores: A direção desta unidade pede desculpas, porém avisa: NÃO HAVERÁ MÉDICOS!  Os mesmos entraram em greve esta madrugada...

 

Arnaldo Leodegário Pereira