Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
12





                                              

                            

 

 

 


O Exemplo
O Exemplo

O Exemplo

 

Certo dia, Sr. Astolfo decidiu levar seus dois filhos para passear. Precisava “dar exemplo” para os pimpolhos.

Foram num carro luxuoso.

No caminho, indo para o shopping, os filhos, como toda criança, decidiram começar a enquete:

- Pai, precisamos trabalhar muito pra termos as coisas?

- Claro, filho. Nada vem por acaso! Olha o pai aqui!

- Pai, podemos faltar à aula amanhã para ficarmos em casa brincando?

- Não... Imagina! Ir à escola é importantíssimo, assim como trabalhar!

- Pai, o senhor gosta de passear conosco?

- Obviamente, senão eu não estaria aqui com vocês.

- O shopping é um local bom pra passear conosco, não é, papai?

- Sim!!!

No shopping:

- Pai, vamos ao cinema?

- Sim, sim. Mas primeiro vamos ver que filme está passando. Tem que ser algo de acordo com a idade de vocês.

- Depois do filme, podemos comer um super lanche?! Daqueles cheios de guloseimas?

- Não! Esses lanches fazem mal à saúde. Vamos optar por algo mais saudável! Um sanduíche natural, talvez.

- Pai, pai! Depois leva a gente até uma livraria? A escola pediu para a gente ler um livro esse mês.

- Claro, filho! Ler é fundamental na vida de uma pessoa!

Tudo feito. Tudo realizado. Já em casa, ao final da noite as crianças decidem fazer uma surpresa ao pai e vão... Pé por pé até a sala onde ele se encontra com a esposa e amigos.

A cena final:

- Por onde você estava hoje, cara? Te liguei o dia inteiro e o cel só dava ocupado!

- Bah, hoje eu vesti a camisa de pai exemplar. Peguei o carro do patrão, menti que levaria pra oficina, peguei a gurizada na porcaria daquela escola e me fui para aquele shopping horroroso. Ainda tive que assistir a um filme babaca, comer uma droga de um sanduíche cheio de galhos verdes. A única coisa boa é que não precisei ir trabalhar durante a tarde. Mas para fechar com “chave de ouro”, tive que gastar meu rico dinheirinho comprando um livro pro Júnior!  Hoje foi um dia perdido na minha vida!!!

As crianças voltaram para as suas camas. O que elas aprenderam naquele dia?

  • Que estudar não vale a pena (temos que faltar à escola);
  • Que trabalhar não é importante na vida;
  • Comer lanches saudáveis não é legal;
  • Ler é “gastar” dinheiro e não investir na cultura de seus filhos;
  • Que estar com os filhos e fazer as coisas “direito” significa perder a vida.

E por último, a maior aprendizagem do dia foi que o correto na vida de uma pessoa é MENTIR.

Lembre-se... Seu filho aprende mais com os seus atos do que com as suas palavras. A palavra voa com o vento. O exemplo fica com o tempo.

Até o nosso próximo encontro,

Cláudia de Villar