Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
2





                                              

                            

 

 

 


Texto Persuasivo
Texto Persuasivo

 

TEXTO PERSUASIVO

 

SERÁ QUE É VERDADE?

O texto persuasivo tem função apelativa forte, ou seja, caracteriza-se por um apelo constante ao leitor, procurando não apenas atrair sua atenção, mas, principalmente, interferir em sua vontade e leva-lo a uma ação específica.

Às vezes, esses textos convencem as pessoas a consumir algo que não acreditavam precisar.  Já se disse, aliás, que a propaganda – em que os anúncios estão inseridos – é a arte de convencer as pessoas a comprar o que não querem com o dinheiro que não tem.  Será que é verdade?

 

ANÚNCIO PUBLICITÁRIO

A propaganda promove um produto, estimula o interesse das pessoas por ele, com a finalidade de persuadi-las a compra-lo ou aceita-lo. Esse produto pode ser um bem material, um serviço, uma marca, uma ideologia, uma causa social, entre outros, e o consumidor pode ser qualquer pessoa ou um grupo específico, por exemplo: jovens, crianças ou idosos, classe média ou alta.

A propaganda chega ao público de várias maneiras: anúncios em jornais ou revistas, outdoors (cartazes de rua), faixas, anúncios no rádio e na televisão, panfletos distribuídos aos passantes, camisetas e bonés com a marca do anunciante.

O anúncio publicitário – produção por meio da qual se divulga o produto – pode apresentar a linguagem verbal e a não verbal.  Imagem e texto complementam-se procurando cativar a pessoa a quem se dirigem.

Anúncios, em geral, empregam diferentes elementos não verbais: fotos ou montagens fotográficas, gravuras, desenhos etc ., que reforçam a ideia de que o produto oferecido é bom.  Em alguns casos, a imagem é tão persuasiva que dispensa palavras.

Já o texto de um anúncio recorre a figuras de linguagem, trocadilhos, intertextualidade.  Às vezes não segue à risca a norma culta.  (Era o caso, por exemplo, do anúncio em que se lia “Vem pra Caixa você também”, em vez de “venha você”.) Procura-se, assim, uma linguagem mais próxima do consumidor.

O nível de formalidade do anúncio depende de seu público alvo.  De modo geral usa-se linguagem enxuta e direta, com verbos no modo imperativo ou no presente do indicativo.

No momento de escolher os argumentos, é preciso analisar o consumidor, adaptando o anúncio a seu universo e a seus valores.

 

ANÚNCIO CLASSIFICADO

Recebem esse nome porque são separados, classificados em categorias nos jornais, revistas e em outros meios em que aparecem.

Geralmente pequeno, conciso, objetivo e sem contar com recursos visuais, o classificado tem como finalidade oferecer um produto ou serviço.

Podem ser usadas abreviações, mas é preciso apresentar informações essenciais para compra, venda, aluguel ou troca de imóveis, veículos, objetos etc.  Também se oferecem serviços de profissionais ou se anunciam empregos.

Em geral, jornais, revistas e mesmo sites da internet tem uma seção dedicada aos classificados, em que se deve apresentar o máximo de informações num pequeno espaço com o telefone ou o endereço para contato.