Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
9





                                              

                            

 

 

 


História: A divisão em Períodos
História: A divisão em Períodos

 

A DIVISÃO DA HISTÓRIA EM PERÍODOS.

 

Preliminarmente, uma grande divisão da História é baseada no fato de haver o homem deixado à posteridade, a partir de determinado momento, documentos escritos.  Temos então uma pré-história e uma história propriamente dita.  A História divide-se ainda em quatro períodos ou idades, de duração muito desigual:

IDADE ANTIGA.

Que abrange o desenvolvimento das antigas civilizações orientais e clássicas (egípcia, mesopotâmica, hebraica, persa, grega, romana, etc) terminando na queda do Império Romano do Ocidente (476).

IDADE MÉDIA.

Compreendida entre a queda do Império Romano do Ocidente e a tomada de Constantinopla pelos turcos (1453).

IDADE MODERNA.

Que principia com a queda de Constantinopla e termina com a Revolução Francesa de 1789.

IDADE CONTEMPORÂNEA.

Que, tendo início na Revolução Francesa, alcança os nossos dias.

Ainda hoje, porém, não existe acordo entre os historiadores quanto ao critério da delimitação dos períodos históricos.  Para alguns, por exemplo, a Idade Moderna inicia-se com os grandes descobrimentos marítimos e termina em 1789, na Revolução Francesa; outros acham que esse período se prolonga até a Primeira Guerra Mundial (1914).

CRÍTICA À DIVISÃO DA HISTÓRIA EM PERÍODOS.

É evidente que a divisão da História em períodos, tem, hoje, mais um caráter didático do que propriamente histórico.  Sobretudo entre os historiadores alemães surgiram críticas ao sistema tradicional de delimitação das épocas históricas.

Inicialmente, convém notar que a expressão Idade Média é tradicional, mas incorreta.  Foi usada pelos humanistas do Renascimento, para determinar uma fase entre a Antiguidade clássica e sua época, fase que julgavam sem nenhum mérito e imersa na ignorância e na superstição.

De uma maneira geral, porém, a atual divisão da história em períodos peca, sobretudo, por que:  a) tem em conta somente a civilização ocidental, desprezando completamente as culturas do Oriente;  b) os períodos históricos são desigualmente distribuídos quanto à sua extensão;  c) obriga a uma série de subdivisões que nem sempre se coadunam com a divisão geral.

Como a história corresponde a uma quantidade imensa de fatos que se interdependem através de causas e consequências, qualquer sistema de divisão forçosamente teria falhas.  Assim, ainda hoje se aceita a divisão tradicional, levando-se em conta, porém, o seu valor relativo