Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
11





                                              

                            

 

 

 


Quem Foi Rosseau
Quem Foi Rosseau

QUEM FOI ROUSSEAU.

 

Jean-Jacques Rousseau nasceu em Genebra, Suíça, em 1712.  Sua mãe morreu n o parto.  Viveu primeiro com o pai, depois com parentes da mãe e aos 16 anos partiu para uma vida de aventureiro.  Foi acolhido por uma baronesa benfeitora na província francesa de Savoy, de quem se tornou amante e converteu-se à religião dela, o catolicismo (era calvinista).  Até os 30 anos, alternou atividades que foram de pequenos furtos à tutoria de crianças ricas.

Ao chegar a Paris, ficou amigo dos filósofos iluministas e iniciou uma breve mas bem-sucedida carreira de compositor.  Em 1745, conheceu a lavadeira Thèrèse Levasseur, com quem teria cinco filhos, todos entregues a adoção – os remorsos decorrentes marcariam grande parte de sua obra.  Em 1756, já famoso por seus ensaios, Rosseau recolheu-se ao campo, até 1762.  Foram os anos em que produziu as obras mais célebres (DO CONTRATO SOCIAL, EMÍLIO e o romance A NOVA HELOÍSA), que despertaram a ira de monarquistas e religiosos.  Viveu, a partir daí, fugindo de perseguições até que, nos últimos anos de vida, recobrou a paz.  Morreu em 1778 no interior da França durante a Revolução Francesa.  Onze anos depois, foi homenageado com o translado de seus ossos para o Panteão de Paris.

Havia mais desacordo do que harmonia entre Rosseau e os outros pensadores iluministas que inspiraram os ideais da Revolução Francesa (1789).  Voltaire (1694-1778), Denis Diderot (1713-1784) e seus pares exaltavam a razão e a cultura acumulada ao longo da história da humanidade, mas Rosseau defendia a primazia da emoção e dizia que a civilização havia afastado o ser humano da felicidade.

Enquanto Diderot organizava a Enciclopédia, que pretendia sistematizar todo o saber do mundo de uma perspectiva iluminista, Rosseau pregava a experiência direta, a simplicidade e a intuição em lugar da erudição – embora, tenha se encarregado do verbete sobre música na obra conjunta dos filósofos das luzes.  Também o misticismo os opunha:  Rosseau rejeitava o racionalismo ateu e recomendada a religião natural, pela qual cada um deve buscar Deus em si mesmo e na natureza.

 

Fonte:  Jornal O Sul.